Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

16.3.04

Eu vou ali, mas já volto



Esse post ainda não é a minha mensagem do dia aos puros de coração e aos meus fiéis fiéis. É apenas um pequeno aperitivo, pois eu vou ali fazer alguma coisa e volto já.

Vou falar sobre a Luma de Oliveira. Não tenho o menor interesse na vida dessa moça, apenas em suas partes pudendas, razão pela qual não acompanhei direito o circo que a imprensa aprontou com as putarias da retrocidada galinácea.

Pelo pouco que prestei atenção, o bombeiro Albuceta tem cara de garoto de programa, desses que fazem programa com executivos ali naquela termas da Pres. Wilson.

Pra mim, esse cara tá comendo, além da Luma, o Eike, o Olin, o Thor, o Loki e toda a galera feliz de Asgard.