Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

28.1.04

a segunda aparição da boiolice



Antes de mais nada, um breve intróito.

Eu sabia que os fãs da triologia de Tolkien eram um tanto malas e combativos, mas não imaginava que pudessem ser tão implacáveis a ponto de pertubar minha mailbox com seus impropérios élficos.

Mostraram-se mais raivosos até do que os meus tradicionais perseguidores: os adoradores da Radeon, ubernerds, juízes classistas e os maçons.

Confesso que essa turba de hobbits me fez temer pela segurança.

Imagino que um dia me sequestrem e me obriguem a comer o lembas, aquele pão seco que o Frodo usava pra saciar a larica. Deve ser uma tortura comer aquilo sem uma manteiguinha esperta. Deve prender o intestino, inclusive

Já tomei minhas providências caso desapareça: passei a senha do blog pro Rafa. Ele irá continuar o meu legado (ou talvez ele seja sensato e apague essa porra toda).

Voltemos à análise das mensagens homossexuais do filme .

Ou, numa linguagem cabeça, "um apanhado hermenêutico acerca das mensagens homoeróticas da obra de Tolkien".

Falarei hoje sobre o tal do olho.

O filme não explica a origem desse olho. Não sabemos quem é, onde mora e pra qual time o supracitado olho torce. Sabe-se apenas que o olho descobria o paradeiro do Frodo quando este colocava o anel no dedo. Daí todos os saltimbancos do mal iam com seus cavalos pretos à caça do pobre coelhinho de olhos azuis e tristes.

Não assisti o filme novamente. Não ia aguentar as 3 horas e caralhada do filme. Só a bunda da Silvia Saint é tão resistente. Eu baseei esta análise apenas na minha memória.

Novamente, o anel significa a olhota, o cu, o rabo, a rabeta. O ato do Frodo inserir o dedo no anel, obviamente, representa a sodomia, tal qual Buttman projetou em sua extensa base literária.

Mas o que o olho tem a ver com tudo isso?

Repare que o olho só aparece quando o Frodo coloca o anel no dedo. Nunca quando o segura ou quando o pendura no pescoço através de um colar.

Por conseguinte, o olho descobre quem realizou esse ato e trata logo de divulgar para a rapaziada do mal.

Ou seja, o olho a função do olho é de espalhar pra galera que o Frodo colocou o anel no dedo.

Portanto, através dessas confusas premissas, desenvolvidas por esta besta que vos escreve, chegamos, finalmente, à segunda mensagem gay do final:

"Não adianta esconder. Se der a bunda, sempre alguém vai saber e contar pra todo mundo."

Você, leitor, que gosta de se vestir de hobbit, agora entende porque anda com uma coceirinha na bunda...