Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

21.11.03

meu ódio será a sua herança



Alguns leitores que me conhecem pessoalmente, sabem que, sóbrio, sou um rapaz tranquilo e pacífico. Nada que mude com umas cachaças.

Tendo em vista esse meu jeito calmo, às vezes tenho dificuldade de ficar puto, em determinadas situações.

Embora a etiqueta mande a gente ser fino e coisa e tal, é imperioso baixar o barraco de vez em quando, principalmente com porteiros, vizinhos maconheiros, testemunhas mentirosas e advogados desonestos (juro que pensei em colocar o meu tradicional bordão "desculpem o pleonasmo", mas a ética profissional me impediu).

Mas os meus problemas acabaram.

Sempre que precisar ficar puto, vou me lembrar do novo comercial do Philips Expression, em que um grupo de nerds coloca um monte de bonecos de gelatina (!!) pra dançar. Mais imbecil, impossível. O publicitário que criou essa campanha cheirou mais que de costume.

O pior de tudo é a justificativa de um deles para tão brilhante mistura: "é o peso do metal com a sensibilidade da gelatina"!

Quando ouço essa frase, sinto o ódio circulando por minhas veias varizentas.