Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

28.10.03

Pegação via email



Tenho recebido muitos emails de gente querendo me comer.

Pera lá, pera lá!

As coisas não são assim. Não sou "facinho".

É preciso, antes, me levar prum cinema, pagar um jantar e uma água de coco na praia.

Tem de rolar uma conversa e, claro, uma coisa de pele.

Tão pensando que eu só qualquer um?

Nessas horas que eu cito a falecida Leila Diniz: "eu posso dar pra todo mundo, mas só dou pra quem eu quiser'.