Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

26.10.03

aonde esse mundo vai parar?



Enquanto atualizava minha agenda semanal, deparei-me com o Manual das Guerreiras, site que divulga os princípios fundamentais da galinha digital-Y2K.

É mais uma daquelas obras feministas, que exaltam a putice e detonam o macho, demonstrando ainda incomensurável infantilidade.

Destaquei algumas dessas "táticas":

c. Finja sempre ser pura, boazinha e inocente.

d. Negue tudo até a morte.

e. Nunca confie nos homens, mesmo que ele seja o seu irmão.

f. Tenha sempre um "kit de primeiros socorros" na bolsa, contendo: bala Halls, camisinha, tesoura para cortar as coleiras, uma falsa testemunha e um amigo pra te salvar dos "malas".

p. Detone todos os homens, nenhum deles merece sua consideração.

t. Cozinhe todos os homens a banho maria: demora, mas afinal você nunca sabe quando vai precisar deles.

u. Nunca deixe cair a qualidade.

v. Quantidade também é bom, muito bom por acaso


É um texto hediondo, convenhamos.

Um dia, quando tiver muito paciência e tempo disponível, tecerei comentários mais profundos sobre isso. Reparem que elas, deliberadamente, anunciam a prática do cu doce.

Não tenho ódio das piranhas, galinhas, vadias e congêneres, aquelas que dão adoidado por ideologia e/ou por coceira na xota. Nada contra, frise-se, pois, graças à elas, pude não só iniciar minha vida sexual, como que também matar o tempo com um boquete amigo.

Contudo, sou contrário apenas às putinhas raivosas, mulheres que detestam o homem macho masculino, querendo apenas semear a discórdia, usando seus orifícios como armas.

Finalmente, gostaria de dizer que essas meninas, no futuro, vão virar aquelas secretárias solteironas e mal-amadas, com a voz embargada pela nicotina, e que frequentam o Pampa Grill às sextas-feiras.

Não vejo pior destino para elas.