Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

25.9.03

Nova vida



Acho, "com certeza", que não sou mais o perdedor de outrora, que só se fodia e tomava fora com as mulheres.

Não é feitiçaria, mas tecnologia: são os psicotrópicos legais (os remédios tarja-preta à base de anfetamina) e a moderna psicoterapia, que têm me ajudado a não me ferrar com o confuso sexo oposto.

Tem surgido outras figuras em minha vida. Não sei como. Talvez seja porque parei de comprar aqueles ternos fodidos e baratos da Vila Romana, que só os losers, porteiros e afins usam. Nunca mais aquela merda.

Ou talvez seja minhas frequentes idas à academia, para malhar. Tudo bem que academia é um ambiente altamente viadístico, nada contra esse povo, mas "foge do meu contexto ideológico", se é que vocês me entendem...