Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

5.9.03

Minha resposta à Tayra



Após Tayra mandar-me aquela gentil epístola, resolvi responder à altura, uma vez ingerindor minha dose diária de Ansitec (tomava uma pílula por dia, para não chorar e pensar na maldita da minha ex-namorada, que me fez broxar um dia).

Publiquei a seguinte defesa no meu finado blog, o psicodélico "Não Fiz, e Daí":

Abre aspas...

Quando minha namorada terminou comigo, procurei ajuda psicoterápica para sair da depressão. Como eu tinha consulta na quarta-feira, levei o seu raivoso email para o meu terapeuta ler. O Dr. Survektor, que é judeu, ficou muito ofendido com o seu antisemitismo.

Analisando seu email, ele teve as seguintes conclusões:

01. Sua demonstração de raiva é, na realidade, uma forte atração física, sexual mesmo, que você não sabe externar.
02. Que você é uma pessoa carente e com problemas de auto-estima.
03. Seus pais não souberam externar amor e carinho a você, que tem dificuldade de relacionar-se com o sexo oposto, vide a manifestação de raiva, encobrindo o tesão.
04. Você nunca fez sexo anal, mas sofre conflito por isso. Tem uma mistura de medo, desejo e culpa.

O Dr. Survektor recomendou que você fizesse terapia também. E que tomasse um Socian 10 mg na hora do almoço e um Dienpax 5 mg antes de dormir. Tudo isso exige prescrição médica.

Fecha aspas...