Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

21.8.03

Amor de Irmão



Eu estava no Fórum, esperando minha vez de fazer audiência e de contar umas lorota pro juiz. Iria rir das piadas cretinas e fingir assombro com o conhecimento jurídico dele.

De repente, liga pro meu celular o Horácio Gonzaga, meu dileto irmão:

- Aí, tu sabe quem ganhou a loteria?

Com a costumeira delicadeza que é peculiar a minha pessoa, prontamente respondo:

- Porra, esse negócio de jogo é coisa de porteiro e de aposentado. Sifudê, muleque.

Desliguei na cara do misinfeliz e voltei à minha vigília.

E acabou a amizade.