Contos do Adamastor

Estorias surreais de pessoas irreais, contadas por um advogado ranzinza, carente, gentil e docil como um pequeno sagui silvestre. Nao recomendado para minorias intelectuais ou pessoas que se ofendem facilmente. Email: adamastor-em-gmail.com (sim, eu tenho um email do Google. Isso porque eu sou um nerd influente e poderoso)

15.6.03

A putada e o Show do Milhão



Ainda que tratando do tema meretrício, gostaria de contar uma antiga e singela estorieta, que aconteceu comigo.

Sou usuário de um serviço de disk-putas, confiável e bacana. Escolho as moças pela Internet e o motoboy as entrega em casa.

Certa feita, encomendei Debbie, uma moçoila com corpo de modelo e cérebro de porta USB.

Debbie chegou. Debbie deu dois beijos no rosto, mantendo o sorriso forçado. Debbie entrou e sentou no sofá. Debbie olhou para a mesinha do lado, onde estava um bibelô que minha avó havia trazido de Israel. Era um Menorah estilizado, que é aquele candelabro com sete velas (número esse que tem um significado bíblico e cabalístico, mas não vou perder o meu tempo explicando isso aos meus leitores. Quem lê esse blog merece permanecer burro).

Abaixo do candelabro estava escrito em vermelho "Shalom".

Debbie sorri e vira pra mim e diz, impressionada.

- Caramba, você deve ser importante.

Surpreendido, pergunto o porquê.

Ela, ainda surpresa, responde:

- Já fui váaarias vezes ao Motel Shalom e nunca ganhei isso! Você é cliente VIP.

Broxei. Liguei o Playstation 2 e ficamos jogando Gran Turismo.